Seja bem-vindo ao Fiction Twilight. Aqui você vai encontrar as melhores fictions interativas com personagens e atores da Saga Twilight e, agora, disponibilizando também fanfictions não-interativas. Caso queira publicar sua fanfic em nossa página, por favor leia as instruções. Qualquer dúvida, entre em contato conosco. Obrigada pela visita e boa leitura.
::: Staff :::

Musicalizando #3

em segunda-feira, 26 de setembro de 2011
Hello, ficwriters!

Dando continuidade às nossas aulinhas, vamos ver como uma mesma música pode ser explorada de diferentes maneiras dentro da história.

Como já foi dito anteriormente a música pode ser acessória ou parte integrante do enredo. De uma forma ou de outra, ela deve se encaixar na história enriquecendo a trama.
É necessário que a música toda tenha algo a ver com a sua história? Não. Você pode usar apenas os trechos que lhe interessem, ou explorar apenas a melodia, ou ainda só o título.  

Para ilustrar como isso funciona, vamos usar a música What am I to you da Norah Jones. Esta música foi usada no capítulo dois de Dream with me no momento em que Rob e a mocinha conversam sobre o tipo de fã que ela é. Leia o trecho para entender melhor:

Ele ficou surpreso por eu adivinhar o que ele pensava de mim. Depois sacudiu a cabeça e passou a mão no cabelo outra vez.
- Acho que acertou. – ele sorria – Me desculpe.
- Tudo bem – retribuí o sorriso e ele me olhou bem fundo nos olhos. E eu me vi perdida admirando as íris verde-azuladas dele. Brilhavam de um jeito único. Mordi o lábio, meio nervosa com a intensidade do olhar e ele retomou a conversa.
- Mas me conte. Tem mais palpites sobre o que eu achava de você? – ele se divertia com a conversa.
- Hmmm, deixe-me ver... Aposto que você também pensava que eu pediria para que você me mordesse. Acertei de novo?
Ele riu.
- Talvez... Mas já não me pedem isso com tanta frequência. – ele ria descaradamente e o som era lindo – Quase sinto falta.
- Bem... A parte da mordida é bem tentadora, mas não vou pedir isso. Quero continuar humana – brinquei e mordi o lábio de novo, me surpreendendo com o rumo que a conversa tomou. E o mais estranho é que eu podia jurar que ele sussurrou "Que pena", antes de encontrar meus olhos outra vez.  
- É natural que você pense que todas as fãs tenham a mesma cara de maluca.- continuei - Acho que é com esse tipo de fã que você tá acostumado a lidar. Mas nem todas as garotas são assim.
What am I to you foi usada como música de fundo para este capítulo. A música melodiosa e suave é o tipo exato de som que ouvimos em um restaurante elegante, assim como ocorre na cena descrita acima.

Agora veja a tradução do nome da música: What am I to you. Do inglês, significa: O que eu sou para você. Perceba que também fala do tema da conversa do casal e vamos ver como ficaria a continuação da história se eu usasse apenas o nome da música.

Rob ergueu a sobrancelha e seu rosto parecia cheio de curiosidade e divertimento:
- E que tipo de fã você é?
- Do tipo que sonha.
Sua testa se franziu e, então, eu sorri e tratei de explicar:
- Quando se admira alguém, é comum sonhar em encontrá-lo, imaginar como seria... Talvez seja um pouco estranho pra você entender que eu escreva histórias com você, mas isso é um jeito legal de exercitar a criatividade, sabe? – eu ri – Afinal, de que adiantar ser fã se não se pode sonhar né?
Ele me olhou atentamente, lendo as minhas expressões.
- Esta noite vai virar uma história? – ele perguntou com um sorriso brincando nos lábios.
- Talvez – e também sorri olhando em seus olhos. Um segundo interminável se passou enquanto eu me perdia nos seus olhos de novo.
Os músicos começaram a tocar What am I to you. A melodia revestia de romantismo a mesma pergunta que eu tinha na cabeça: O que eu sou para você, Rob? Se antes ele achava que eu era só uma garotinha deslumbrada pelo Edward, agora ele sabia que sonhar era algo inevitável quando se gosta de alguém.

Mas, se a letra da música é tudo de bom e você quiser usar um trecho dela na história? Não tem problema! Dá pra usar um pedaço da letra também. Veja:

Inesperadamente, Robert se levantou, deu a volta na pequena mesa em que estávamos e estendeu a mão para mim.
- Então temos que caprichar nos detalhes da história – ele disse, me convidando para dançar.
When I look in your eyes
Quando eu olho em seus olhos
I can feel the butterflies
Eu posso sentir o frio na barriga
Could you find a love in me?Você poderia ver em mim um amor?
Would you carve me in a tree?Você gravaria meu nome em uma árvore?
Don't fill my heart with lies
Não encha meu coração de mentiras
I will love you when you're blue
Eu amarei você quando você estiver triste
But tell me, darlin', true
Mas me diga, querido, a verdade
What am I to you?
O que eu sou para você?

Note que a letra da mesma música traduz exatamente os sentimentos da garota da história: Amor, admiração. A letra é tão fiel ao tema que poderíamos até imaginar que foi feita para este tipo de amor de fã.

Entenderam como dá para esmiuçar uma música para aproveitá-la ao máximo na sua fic?
No próximo Musicalizando vamos solucionar uma dúvida que não quer calar: Devo traduzir ou não traduzir a minha trilha musical.
Nos encontramos na segunda que vem.
beijocas





3 comentários:

Dany Guimarães disse...

AAHHHH adorei de novo Denha. To escrevendo uma fic com musica tbm, adorei

Denha disse...

Que bom que vcs estão gostando! Eu fiz as pressas por causa daquele monte de coisas da faculdade que eu tô fazendo agora e que eu te falei por email... hauhauahuha
Oba! Quero ler suas fics. Vou coloca-las no meu tablet para ler sempre que tiver oportunidade... hehehhehe
bjo

Aline disse...

Hey, hey!!!

Olha eu aqui....rsss....adorei sua coluna, amore!!!rss.....e tenho q confessar: ADORO esse trecho de DWM...rss...Rob, Rob...hehehehe...

Tá de parabéns mais uma vez!!!

Bjokas, Line

 
Tema base por Jana B. • Fiction Twilight: Musicalizando #3 • Mantido pelo Blogger